sem título...



Cheguei, sentei-me naquele banco de madeira que já está lá à vários anos, e pus-me a olhar aquele rio que corre suavemente. Reparei nas folhas a sussurrar com o vento, era um som encantador e fresco. Ouvia o piar dos pássaros, que saltavam de lado para lado com aquelas asas suaves. A lama cedia a margem do rio, era mesmo tranquilo, era sereno.
Olhei para cada lado, não via nada, estava rodeado com árvores que me tirava a ansiedade de te poder ver com os meus próprios olhos.
Senti uma mão a tocar no meu ombro, ela era suave e macia.
- Olá João - Pronunciou ela com um ar de vergonha e com a voz meiga.
- Olá.. - Disse eu, cheio de vergonha.
A tarde passou, os pássaros foram cantando cada vez mais, e o rio foi-se agitando cada vez mais, e a correr rapidamente. Depois de tantas gargalhas, depois de tantos momentos silenciosos entre nós, o sol pôs-se. Ao longe, aquele sol brilhava bastante, era como se fosse nosso, metade meu, metade teu. Já no fim do dia, a lua estava lá no alto, lá no cimo e brilhava bastante..
Olhamos os dois para a lua, os teus lábios e os teus olhos cada vez mais me fascinavam, eles queriam dizer alguma coisa, mas lá no fundo, estavam presos por um fio.
Chegou o momento de partirmos, infelizmente a tua cara tornou-se triste. Não foram simples momentos a teu lado, nem foram simples gargalhadas, foi o inicio de um grande amor.
- Foi o dia mais maravilhoso da minha vida, João. E se eu te disser que te amo?
Não consegui responder, a única coisa que consegui foi juntar os meus lábios com os teus, debaixo daquela linda lua inesquecível.

No final, só consigo dizer uma coisa... Amo-te!

This entry was posted on quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response.

5 Responses to “sem título...”

sofs *-* disse...

adorei irmão :')

sofs *-* disse...

adorei irmão :')

João Fonseca disse...

só romantismo irmão (a)
mas no fim de contas tens é sorte em não amar ninguém :o

tá excelente irmão, mesmo.

filipa barbosa disse...

adorei.

rita sousa. disse...

obrigada. (:
bom texto, vou seguir também. *